terça-feira, 20 de outubro de 2009

MINHA OPINIÃO SOBRE O QUE DISSE O PR. SILAS MALAFAIA NO FIM DE SEMANA



No fim de semana passado, em seu programa televisivo, o Pr. Silas Malafaia trouxe mais uma vez uma palavra sobre "legalismo e liberdade cristã", e para um bom entendedor, mesmo não citando nomes de denominações é fácil perceber para qual denominação os ataques foram dirigidos os seus principais argumentos.

Não encontro outro termo para empregar aqui que não seja o termo ataque, e não só aos líderis de várias denominações que preservam o bom costume em suas diversas tradições, mas principalmente a milhares de membros de muitas denominações que presam pelo bem estar em cada comunidadae cristã.

Sem dúvida, uma das denominações que se refere de forma indireta são as Assembleias de Deus. O que fica difícil de entender e aceitar, é o fato de que um dos liderís da convenção geral, ao invéz de apenas diferenciar as tradições do verdadeiro legalismo, ele simplesmente tratou a questão usando seus argumentos ideológicos como uma maldição.

Além disso, foi taxativo ao dizer que aqueles que prezam pelas tradições de uma denominação histórica não 'prestam pra nada'. O tamanho desta incoerência além de ser fora de sério, vem com um mal exemplo de quem além de fazer chacota com os que lutam pelo bem estar da comunidade evangélica, não respeita os pioneiros de uma denominação prestes a completar 100 anos de história com a Assembleia de Deus.

SOBRE O TEXTO DE ll PEDRO 3.

De fato, Pedro neste texto não fala que seja pecado uma mulher usar adornos como jóias por exemplo, se lermos o contexto do texto, iremos constatar que ele realmente fala de prioridade, o que o Silas Malafaia esquece é que, da mesma forma que não podemos usar este texto para sustentar um legalismo, não podemos usar o mesmo texto para dizer que a preservação de uma tradição, como também um bom costume seja algo repugnante, amaldiçoado ou que deve ser retirado de uma igreja.

Pedro em momento algum proibe o uso de adornos, e também em momento algum proibe a continuidade de uma tradição em uma igreja ou grupo cristão. A questão tratada aqui é que a prioridade do cristão deve ser o fruto que o Evangelho produz no ser humano, isso sim é a prioridade, independente do homem seguir uma tradição ou não.
Parece que o Silas Malafaia não sabe diferenciar isso, o que fica evidente é que ele apenas quer jogar lenha na fogueira, ao invés de saber diferenciar de fato uma coisa da outra.

PAULO RECOMENDA A PRESERVAÇÃO DE CERTAS TRADIÇÕES.

A palavra grega "PARADOSIS" aparece 13 vezes no NT e é usada no sentido de um ensino que é trasmitido de uma pessoa ou grupo para outra pessoa ou grupo. Paulo usou está palavra em três ocasiões para denotar seus ensinamentos: (1. CO. 11.2; 2. TS. 2. 15; 3. 6). No texto de (2. (Ts. 2. 15), ele diz: "então, irmãos, estás firmes e retendes as TRADIÇÕES que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa."

Ora, se o Apóstolo Paulo que foi um dos homens que Deus mais usou para trazer ao homem a revelação escrita, e como judeu e fariseu que foi, que presevarva ao pé da letra todas as tradições de sua antiga religião antes de encontrar-se com Cristo, e que agora sabe diferenciar Evangelho de legalismo recomenda que se preserve as tradições que não afetem o fruto que o Evangelho produz no homem, como o Silas Malafaia pode agora considerar certas tradições como uma maldição?

Infelizmente, o Pr. Silas Malafaia tratou a questão do tradicionalismo como uma maldição ao dizer que quem ainda está debaixo de uma tradição está debaixo de maldição. Ora, quer dizer então que mais de 10 milhões de cristãos membros das Assembleias de Deus estão agora amaldiçoados? Uma denominação que já provou ser guiada pelo Espírito Santo de Deus é amaldiçoada por preservar seus usos e costumes?

Lamento profundamente que ele tenha chegado a este ponto, entendo e sei que um cristão é livre e que não pode achar que sua salvação é alcançada por cumprimento de regras, afinal somos livres, o que não posso aceitar é que a história de algumas denominações seja jogadas no lixo como se agora fossem mercadoria de feira, que foi usada no passado e que agora ficou velha e precisa ser trocada por um novo produto.

A falta de coerência já tomou conta da mente do Silas Malafaia, é ele quem é o dono da verdade, é ele quem determina o que deve ser feito, é ele que deve ser o novo Billy Graham do Brasil. Uma prova de que ele parece ser cada vez mais confuso é quando afirma que o Morris Cerullo é um profeta de Deus, ou quando inssiti em dizer que a Bíblia Batalha espiritual e vitória financeira é uma Bíblia genial ou coisa semelhante.

Isso é vergonhoso para um homem que se diz Assembleiano de berço!

28 comentários:

Anônimo disse...

O problema do Silas Malafaia é que ele quer ser o dono da verdade. Já demonstrou que o negócio dele é ser liberal, vale tudo na igreja e é isso que ele quer. Se o povo não abrir os olhos o Brasil vai ficar como os outros países que antes eram modelo e que agora são é geleiras da fé.

Deus te abençoe irmão!

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro amigo e irmão
Matias Borba,

A Paz do Senhor!

Nada a acrescentar no seu texto.
Assino contigo meu irmão.
Simplesmente lamentável.
Desculpe não estar comentando sempre. É apenas falta de tempo.
Obrigado pelas visitas e comentários no POINT RHEMA.

Um grande abraço!

Seu conservo,
Pr. Carlos Roberto

Debora disse...

A paz

Querido irmão, concordo com o Silas que essas tradições afastam as pessoas que desejam ter um encontro com Deus e olham a maneira como serão obrigadas a se vestirem somente para "serem salvas". Como se não usassem estariam perdidas. Tenho 29 anos, membro da Igreja Batista e nasci na Assembléia. E afirmo: não troco os anos que tenho na Batista pelos anos que fui membro na Assembléia de Deus. Sei que existem muitos cristãos que vivem de aparência, não tem vida cristã nenhuma, mau cumprimentam com um bom dia o seu vizinho e julgam os outros também pelo modo de se vestirem ou seja, são apenas religiosos.
Assim como Jesus veio para os que eram seus, mas os seus não o receberão, o Silas é criticado e perseguido pelos seus próprios membros da denominação que ele sempre fez questão de defender.
Acho as pregações dele muito exclarecedoras, sem crendices ou meias palavras. Só não aprende e não muda quem não quiser.
Fique na paz.

Igreja Verbo Vivo disse...

fui assembleiano 16 anos. e apesar de tanta inovação sofrida por esta denominação e até crise de identidade
não sou a favor de que mudem sua postura doutrinária

"Não removas os antigos limites que teus pais fizeram." (Provérbios 22 : 28)

"Aquele que ama a seu irmão está na luz, e nele não há escândalo."
(I João 2:10)

Jean Patrik disse...

A paz do Senhor Matias!!!

Lamentavelmente isso que o pastor falou e de doer os ossos e o coração, estou muito sentido pelo o que ele falou.

Contudo, creio que Deus irá corrigi-lo, e quando isso acontecer seria muito bom que ele estivesse realmente sensível ao Espírito, pois se não ele irá entra em um caminho de liberalismo, e herético pois ficará sem o auxilio do Espírito Santo.

Um grande abraço !!!
Espero ve-lo no meu também.

Que Deus o desperte, para falar o que Ele quer falar, e não o que o que o pastor quer, para confrontar e discordar de tudo que a Assembleia de Deus é.

Matias Borba disse...

Caro anônimo,

De fato algumas vezes o Pr. Silas Malafaia demonstra tentar ser o dono da verdade, mas isso não quer dizer que seja.

Penso que a forma agressiva com que ele trata certas questões deixam essa impressão, mas quero acreditar que não.

A Paz!

Matias Borba disse...

Prezado Pr. Carlos Roberto,

Agradeço sua visita sempre bem vinda aqui.

Só posso lamentar a forma como o Pr. Malafaia colocou sua posição a este assunto. Lamentável!

Deus abençoe!

Matias Borba disse...

Querida irmã Debora,
Paz do Senhor!

Eu também concordo que tradições mal interpretadas, legalismo, farisaismo afastam as pessoas de Deus e do verdadeiro Evangelho, mas é preciso entender o seguinte:

1. Toda denominação possui ao longo de muitos anos suas tradições, normas e regras, isso está presente em qualquer institução e nas denominações evangélicas não é diferente.

Essas normas e regras não podem de fato serem vistas como "bengalas" para se alcançar a salvação, pois a salvação é pela fé.

2. Mesmo sendo assim, a adesão e permanência de uma tradição regra ou norma não é proibida como falei no texto, isso gera em muito um bem estar, bom testemunho de fé e prática e respeito por quem muito lutou para o bom andamento da obra.

3. De fato, muitos acham que a aparência nos credenciam à salvação em Cristo, o que é um erro, como também é um erro que muitos defendam isso com uma doutrina, mas penso que cada cristão que deve cuidar de sua salvação deve também ter uma vida de relacionamento com Cristo e assim saber diferenciar uma tradição de um legalismo, o que parece que o Malafaia não sabe fazer.

4. A crítica ao Pr. Malafaia em muitos casos é por culpa dele mesmo, você cha mesmo que ele está aberto a crítica, mesmo sendo essa construtiva? Não! Infelizmente ele sabe críticar e dizer que sabe ser críticado mas não é o que ele demonstra quando faz chacotas e ridiculariza seus desafetos em muitas de suas mensagens.

Ele continua sendo um dos maiores teólogos que este País já teve, mas de alguns anos para cá ele tem seguido algumas posturas que não vão só de encontro com as Assembleias de Deus, mas até mesmo contra com as Sagradas Escrituras, um exemplo disso é a Bíblia Batalha espiritual e vitória finaceira a qual cito na postagem.

Agradeço sua participação aqui, a qual só agregou valor a está postagem.

Deus abençoe!

Matias Borba disse...

Prezados irmãos da igreja
do Verbo vivo,
Graça e Paz!

Pois é, como qualquer outra denominação séria, as Assembleias de Deus no Brasil deve preservar suas tradições e costumes, basta para isso que seus membros saibam como diferenciar tradição de liberdade Cristã.

Nnunca foi nem será proibido usar adornos ou certos tipos de roupas femininas como calças compridas por exemplo, mas também nunca foi proibido manter as tradições que fazem parte da História de uma instituição séria.
É uma questão de coerência.

Obrigado pela Participação e Deus abençoe!

Matias Borba disse...

Caro Jean Patrik,

Também fiquei triste com o que ouvi, e espero muito que quando Deus o corririgir ele esteja mesmo muito sensível ao toque do Espírito Santo.

Uma pessoa que cresce muito, tem uam certa dificuldade de assumir seus erros, uma prova disto é as inúmeras vezes que o Silas Malafaia errou em seu programa e nunca assumiu nada.

Então é preciso ter coerência na hora de tratar certas questões, para que o que se diz não seja mal interpretado.

Deus te abençoe!

Anônimo disse...

Concordo!

Eu sou da igreja Nova vida e acho que cada denominação deve preservar suas tradições. O Silas Malafaia já mostrou de que lado está, das polêmicas.

francisco disse...

Nao sou a favor de costumes que para nada servem , os bons devem ser mantidos mas o Silas nao tem bagagem para falar sobre o assunto pois e um cara que muda sua posiçao como quem muda de roupa, faz de tudo ate visitar igreja de picaretas para ganhar recursos

Matias Borba disse...

Caro anônimo,

Respeito muito o Silas Malafaia, mas concordo com você, ele demonstra está mais do lado de polêmicas do que da coerência.

A Paz!

Matias Borba disse...

Prezado Francisco,

Costumes existem em qualquer instituição, mas de fato os que são colocados como doutrinas e não servem para contribuir com o bem estar dos membros deveriam ser revisto mesmo.

Infelizmente o que você diz é verdade, o Silas Malafaia troca do postura de acordo com o que lhe apráz. Parece que ele crêr no que convém e só, o que é um grande erro.
Só espero que ele modere suas atitudes.

Deus abençoe!

Pastoragente disse...

Graça e paz, meu irmão!
Obrigado por ter me visitado lá no Blog.
Levei seu link para divulgar, ok?
Abraço e continue fazendo esse trabalho sério e edificante.

MINISTÉRIO BATISTA BERÉIA disse...

Graça e paz Matias. A Bíblia nos adverte: "aquele que cuida estar de pé, olhe para que não caia". O pastor Silas Malafaia criticou tanto o Caio Fábio, hoje é ele quem é alvo de tantas críticas, e pior, não sabe lidar com elas. Ele anda metendo os pés pelas mãos, e está cada vez mais se afundando. Que Deus o ajude a retomar o juízo.
Fique na Paz!
Pr Silas

Sinézia Melo disse...

A paz amado irmão Matias! Estou de volta!!! efim com net em casa, ufa!
Eu assisti o programa do pr. Silas e fiquei horrorizada, pois sou assembleiana há muitos anos, sou jovem mas conservadora sem ser legalista, não uso calça e etc. Mas támbém não critico quem usa, pois o Senhor vem buscar um povo zeloso e de boas obras, não placa de igreja. O que eu me entristeço é quando vejo por aí pessoas liberais demais mostrando o seu corpo de forma sensual e dizendo que Deus só quer o coração. A bíblia diz: " Que as mulheres se ataviem em trajes honestos". É preciso um compromisso com Deus, pois Jesus está voltando e o que cansamos de ver é o mundo entrando dentro das igejas, e isso é lamentável.

Antonio Carlos disse...

Graça e paz irmão Matias!
Foi um prazer ter recebido sua visita em um de nossos blogs "Terceira Revelação?" e por tornar-se seguidor. Quando puder visite os outros também. os links estão nos nossos blogs.
Que o Senhor te abençoe hoje e sempre, dando sabedoria e entendimento em todas as coisas.
Sempre juntos em Jesus.
Antonio Carlos
www.procurandoosperdidos.com

Matias Borba disse...

Irmã Sinésia Melo,

É bom tê-la de volta por aqui.

Infelizmente muita gente precisa aprender a pensar como você pois só assim aprenderão dinstiguir tradição de legalismo, adornos externos de um coração puro.
Tudo é uma questão de coerência.

Deus te abençoe!

Matias Borba disse...

Pastor Silas,
Graça e Paz!

"...Ele anda metendo os pés pelas mãos, e está cada vez mais se afundando."

Desde muitos anos o Pr. Silas Malafaia vem agindo desta forma, e um homem que cresce muito sem saber lidar com suas limitações, as críticas e age de forma arrogante, tem muita chace de cometer os mesmos erros por diversas vezes.

Espero que ele abra sua mente o quanto antes para que não seja tarde demais.

A Paz so Senhor!

Matias Borba disse...

Prezados irmãos,
Pastoragente e Antonio Carlos,

Eu que agradeço a visita e por indicarem meu singelo blog.

Deus abençoe!

Ministério da Gloriosa Esperança disse...

A Paz do Senhor, amado irmão! Concordo com você e penso que para o Silas Malafaia seria mais proveitoso ir pregar na Índia, ao invés de ficar "jogando energias fora". O nosso alvo é anunciar o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo e não causar divisões dentro da igreja. Não temos como missão dividir, mas unir o povo de Deus. Enquanto "desequilibrados emocionalmente" utilizam um espaço que seria para pregação do evangelho com outras finalidades, os muçulmanos estão crescendo estrondosamente, inslusive no Brasil. Mande o Silas pregar na Coréia do Norte, China, Índia... Bater em crente indefeso é muito fácil. Mas vamos supor que ele realmente queira ser o "pop star gospel Brasileiro"... tenho uma bela idéia: QUE TAL COMEÇAR A PREGAR NOS MORROS, NAS FAVELAS, NAS PRISÕES, NOS PROSTÍBULOS... Isso realmente seria muito útil. Essa atitude de ficar batendo nos outros de maneira infundada não reflete maturidade nenhuma e um pastor precisa, mais do que ninguém, entender isso.

Matias Borba disse...

Prezado irmao com o link,
Ministério da gloriosa esperanca,

Pois é, Deve ser ótimo pregar na tv, o difícil é ir pregar nos lugares esquecidos.
Sinceramente, nao vejo a necessidade de se gastar milhoes em coisas que nao sustentam a igreja, esse papo de excelencia comigo nao cola. Se nao houver coerencia nada pode ter credibilidade.

Deus te abencoe!

PAULA disse...

BOM, EU CONCORDO PLENAMENTE COM O PASTOR CILAS, PORQUE SE FORMOS TAO IGNORANTES AO PONTO DE DIZER QUE ELE E AGRESSIVO E DONO DA VERDADE E PORQUE NAO SOMOS HUMILDES AO PONTO DE ADIMITIR QUE ELE ESTA CORRETO EM SUAS COLOCAÇOES,ELE USOU ESSA EXPRESSAO FORTE E NAO AGRESSIVA PARA DEMONSTRAR A INDGNAÇAO COM AQUILO Q VEMOS ACONTECER TODOS OS DIAS EM NOSSAS IGREJAS, SOU DA ASSEMBLEIA DE DEUS DO MEIO-OESTE CATARINENSE E SEI DO Q ESTOU FALANDO FUI MUITAS VEZES HUMILIADA, FERIDA POR CAUSA DOS COSTUMES, NAO SOMOS LIVRES SOMOS ESCRAVOS, JESUS NOS CHAMOU PRA SERMOS LIVRES, LIVRES PARA ADORAR A ELE EM ESPIRITO E EM VERDADE,MAS QUERO DIZER Q NAO FOI CABELO E NEN SAIA QUEM MUDOU A MINHA VIDA FOI JESUS E ELE MORA EM MEU CORAÇAO ALELUIA,SER LIVRE NAO E ANDAR NA RUA COM MEDO DE VER O PASTOR PQ ESTAMOS DE CALÇA, SER LIVRE E ANDAR NA RUA COMO LUZ EM MEIO AS TREVAS, MOSTRANDO A DIFERNÇA EN NOSSA MANEIRA DE VIVER COM MODERAÇAO E MODESTIA, TENDO UMA BOA MORAL QUE JESUS NOS PROPOCIONA ATRAVES DA SALVAÇAO,NOS TORNAMOS ACUSADORES E NAO ADORADORES, JULGAMOS UNS AOS OUTROS E E ISSO Q O DIABO GOSTA, MORMURAÇAO CONTENDA, VI PASTORES EXCLUINDO MENBROS POR CAUSA DA TELEVISAO E HOJE TEM MAIS Q UMA DENTRO DE SUAS CASAS,A HIPOCRESIA TOMOU CONTA DE NOSSAS IGREJAS,O UNICO PROBLEMA E Q COMO O PASTOR CILAS CITOU Q OS PASTORES ENGOLEN UM CAMELO E SE ENGASGAN COM UM MOSQUITO, HUMILHAM MUITA GENTE POR PICUINHAS E DEIXAM OS PROBLEMAS QUE REALMENTE DEVIAM SER RESOLVIDOS DE LADO. E DIGO COM ALEGRIA GLORIAS SEJAM DADAS AO NOME DO SENHOR Q TEM LEVANTADO UM HOMEN COM TANTA INTELIGENCIA E CORAGEM COMO O PASTOR CILAS, ORO Q DEUS CONSERVE SUA VIDA E SEU MINISTERIO.ALELUIA JESUS.

Matias Borba disse...

Prezada Paula,

O fato de você concordar com o Silas Malafaia não quer dizer que seja necessário me chamar de ignorante e pouco humilde, eu apenas dei minha opinião sobre o que ele disse.

Se você é uma cristã seguidora de Cristo, me diga uma coisa:

1. Você concorda com pessoas que fazem chacotas com pessoas sérias dizendo que os mesmos não servem para nada? Você acha que isso é uma atitude que Jesus faria?

2. Os meios não justificam o fim das coisas (propósito final que era combater um suposto legalismo), a agrassividade não leva a nada, nem no contexto de uma pregação nem em qualquer outro.

Você também diz em seu comentário:

"...NOS TORNAMOS ACUSADORES E NAO ADORADORES, JULGAMOS UNS AOS OUTROS E E ISSO Q O DIABO GOSTA, MORMURAÇAO CONTENDA,..."

Eu não acusei ninguém, dei apenas meu parecer, respeito a dele, (embora discordando da forma como faz suas críticas, e que nem ainda está aberto a críticas dos outros), mas o Silas Malafaia faz o contrário, acusa as pessoas de todo tipo de nomes, usando termos pejorativos para justificar sua ira.

Dar indiretas como ele faz não é coisa de Cristão, e muito menos de homem querida irmã.
Eu apenas dei minha opinião baseada na Bíblia, de acordo com a proposta que ele deu.


Agora, quanto aos costumes e tradições das Assembleias de Deus, repare bem no meu texto, todas, TODAS as denominações, empresas, instituições têm seus usos, costumes e tradições normalmente, é um caso de coerência na hora de raciocínar.

Por exemplo, em um Fórum de justiça, as pessoas não podem adentrar nele com trajes impróprios para o local, em uma delegacia é a mesma coisa e isso, são tradições e costumes de muitos anos atráz, (isso é apenas um exemplo).

Lamento que você tenha sofrido tais ataques e injustiças em sua igreja com pastores que 'talvez' não levaram o Reino de Deus a sério, eu também já sofri com isso e também fiquei chateado, mas depois, eu compreendi que qualquer instituição têm suas tradições preservadas inclusive as denominações.

Lembre-se, antes que o Malafaia existisse, a Assembleia de Deus já existia, para mim o que fica claro é que ele apenas quer satisfazer seus desejos e vontades, não respeitando nada nem ninguém.

Basta que você entenda isso e viva para Cristo, quem quiser viver de forma errada no legalismo deixe-os viver, faça sua parte, respeite as tradições e viva para Cristo.

A Paz!

Paula disse...

devemos sim continuar aceitando q os camelos sejam engolidos e q as moscas engasguem.sabe a essencia e o foco na minha opiniao e Jesus Cisto o todo poderoso,o q e e sempre sera, sabe se tradiçes e legalismo nos levassem ao ceu Jesus nao precisaria morrer por nos na cruz!!ele diria se comportem e o ceu e garantido, existe um ditado popular q faz muito sentido "se esmagarmos a banana nas maos ela escorrera pelos dedos. em ipotese alguma quis ofendelo se lhe ofendi me perdoe, como vc diz antes do pastor Silas a assembleia de Deus ja exixtia, mas antes da Assembleia de Deus a Biblia ja existia. amem e fique na paz

Matias Borba disse...

Paula,

Eu não disse que legalismo ou coisa do gênero nos levariam ao céu, jamais, aqui falo de usos, costumes e tradições que jamais foram condenadas por Cristo quando estas, não são postas acima da essência.

Quando me referi ao fato de que as Assembleias de Deus já existiam antes do Malafaia, quis dizer que a motivação do Silas malafaia é apenas pessoal, a de auto promoção. No meu ponto de vista, a forma como vêm conduzindo seus programas, suas cruzadas onde gasta-se milhões coma desculpa de que "para o Senhor o trabalho é de excelência" é apenas para promover a si mesmo, e isso, comigo não cola.

Excelência para mim é visitar orfãos e viúvas em suas aflições, levar alimento e algum conforto para quem vive nas ruas, gastar milhões em investimentos educacionais, cuidar dos doentes, depresivos e fragilizados que existem dentro das igrejas, isso sim é um trabalho de excelência e não uma cruzada de um milhão de reais ou um curso de pastores no valor de dois milhões.

Ele tem todo direito de ter sua forma de pensar quanto ao tema aqui discutido, o que como cristão jamais posso aceitar é a forma grosseira com que trata a questão aqui discutida.

A essência deve de fato ser a prioridade na vida do cristão, mas é essa mesma essência que nos habilita a sabermos lidar com questões como essa. Você disse que é da AD, mas parece não estar satisfeita com a denominação que faz parte.

Não sei se existe alguma mágoa por conta do tradicionalismo e algum farisaísmo na forma como alguém a tratou, mas como falei antes, eu sei o que é isso, mas aprendi a saber lidar com isso e, penso que talvez a coerência seja a única forma de lidar com essa questão.

Deus abençoe e a Paz do Senhor!

Marcelo disse...

Caro Matias!Sou Cristao,e naum quero criar polemica....

Entendo que o Pr Silas tem pisado na bola!!! Tem negado suas origens e também a apologética tao sadia e e boa, característica de seu ministério!
O fato é ainda que isso aconteça, creio que sua abordagem do texto de Pedro foi Biblicamente fundamentada, e que sua visao do legalismo tem amparo Bíblico.(nao comento aqui a forma arrogante de sua (pr malafaia) abordagem.
Entendo que essas tradiçoes (como foi colocado pelo irmao)e usos e costumes, sao sim um veneno para o evangelho, o verdadeiro evangelho, aquele que Paulo defendeu no primeiro capitulo de Galatas por conta dos irmaos que queriam voltar a ser escravos da Lei. (Sei que Paulo era Judeu e seguia conforme a Lei, mas nao a obrigou em nenhum momento aos gentios)
Todos sabem que esses costumes, no final das contas sao doutrina e até requisito para a salvaçao na maioria das igrejas que ainda adotam. Todo mundo sabe que a irma que usa saia olha de cara feia pra irma que usa calça, que irmao que naum joga futebol se acha mais santo do que o que joga... É sempre assim, aquele que cumpre regras se acha mais que o que naum cumpre (seu esforço naum pode ser em vao). No final, o "costume", é um instrumento de vaidade, de falso julgamento e confusao da graça de Deus!
Creio que em nenhum momento Paulo alimentou "tradiçoes" que iam além dos preceitos bíblicos (ou apostólicos se preferir). Por exemplo, quando recomendou o véu em corinto, nao estava indo além da vontade de Deus, simplesmente nao queria que as mulheres da época fossem vistas como prostitutas, ou como mulheres que fossem insubmissas aos seus maridos!Ou seja ele estava amparado em preceitos divinos, amparados inclusive no velho testamento.
Agora, quando a "tradiçao" vai além da palavra, ou o preceito nao tem um princípio por traz, Paulo naum brinca em serviço! Por Exemplo, a calça (decente) em nossa cultura é roupa exclusiva para o homem? A regra se refere a que princípio? O DA SANTIDADE É QUE NAO É! Pq existem calças decentes! O do amor ao irmao que vai se escandalizar? Talvez, mas se este irmao chega a por em jogo a salvacao de quem usa calça, ele precisa ser corrigido!
Paulo NAO abre mao da liberdade crista! Paulo nao abre mao da liberdade CRISTA! Quando Paulo percebia que alguém estava querendo ser mais santo que a propria tradicao apostolica (ensinos de Jesus), ele combatia suas doutrinas as chamando da pretença religiao (Cl 2.20), de fraqueza de fé (Rm 14)e de Falso evangelho (Gl1). Paulo sabia que tais ensinos poderiam prejudicar a doutrina fundamental da graça! Por isso ele usa o termo, "cair da graça"!Nao existe salvaçao por obras ou pelo "cumprimento da lei"!O que dizer das palavras de Jesus, quando ele diz que os fariseus colocavam um fardo pesado nos ombros das pessoas? Aque Jesus se referia!
Entendo que tais costumes sao prejudiciais sim, a boa fé e doutrina (nos pulpitos e na cabeça dos irmaos)e promovem verdadeiras competicoes e vaidades nos "templos" de igreja evangelicas!Nao queiramos ir além da Biblia, nao temos esse direito, e nao existe padrao mais elevado do que o dela!
Fica na paz!
Pr Marcelo