sábado, 12 de dezembro de 2009

A QUESTÃO HOMOSSEXUAL E A FÉ CRISTÃ CONFORME O TEXTO DE 1 CORÍNTIOS 6. 9-11

Por: Altair Germano






“Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas, nem ladrões, nem avarentos, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus. Tais fostes alguns de vós; mas vós vos lavastes, mas fostes santificados, mas fostes justificados em o nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito do nosso Deus.” (1 Co 6.9-11)

No sentido de buscar fundamentos para a causa gay, alguns ativistas estão tentando encontrar na Bíblia apoio para a prática homossexual, inclusive, reportando-se ao texto original.

Através de uma análise exegética não tendenciosa de 1 Co 6.9-11, pode-se perceber que os seus argumentos não se sustentam à luz da Palavra de Deus.

Três termos merecem destaque no texto:

1 - O adjetivo pronominal, nominativo, masculino, plural μαλακοι (malakoí)

Nos principais léxicos podemos encontrar as seguintes definições para o termo grego malakoí;

“Suave, macio ao toque, delicado [...]; um meio de luxúria contrário à natureza, efeminado.” (MULTON, Léxico grego-analítico, Cultura Cristã, 2007, p. 269);

“Efeminado, um termo técnico para o parceiro passivo em relações homossexuais.” (RIENECKER e ROGERS, Chave línguística do N.T. grego, Vida Nova, 1995, p. 297);

“Macio, roupa fina, mole, efeminado (de um homem que submete seu corpo à concupiscência desnatural).” (TAYLOR, Dicionário do N.T. grego, JUERP, 1991, p. 131)

"Tornar-se fraco, mole. 1. adj.: mole, macio: Lc 7.25; 2. subst.: a. neut. pl.: vestes macias, luxuosas: Mt 11.8; b. masc. pl.: efeminado: 1 Co 6, 9." (RUSCONI, Dicionário do Grego do Novo Testamento, Paulus, 2003, p. 294)

"Suave, suave ao toque" (em latim, mollis; em português, "molificar, emoliente"), é usado para descrever: (a) roupas (Mt 11.8, duas vezes, "finas", ARA; Lc 7.25, "delicadas"); (b) metaforicamente, num sentido ruim, diz respeito a "efeminados" (1 Co 6.10), não simplesmente acerca de um homem que pratica formas lascívia, mas, a pessoas em geral, que são culpadas do hábito dos pecados da carne, voluptuoso" (VINE; UNGER; WHITE JR., Dicionário VINE, CPAD, 2003, p. 583)

"Nos autores clássicos, o termo (malakia) originalmente significava "maciez", mas também veio a ser usado para homens efeminados. Nos escritores médicos, descrevia "fraqueza" ou "doença" generalizada. O uso grego posterior o vinculava com nosos, "enfermidade", para indicar a doença do corpo". (COENEN; BROWN, Dicionário Internacional de Teologia do Novo Testamento, Vida Nova, 2000, p. 884)

"Mole, macio, suave (Mt 18.18; Lc 7.25); efeminado (1 Co 6.9)." (GINGRICH; DANKER, Léxico do N.T. Grego/Português, Vida Nova, 1984, p. 129)

As melhores versões da Bíblia em português traduziram malakoi da seguinte maneira;

- Almeida Revista e Corrigida: efeminados
- Almeida Revista e Atualizada: efeminados
- Nova Versão Internacional: homossexuais passivos
- Nova Tradução na Linguagem de Hoje: homossexuais
- Bíblia de Jerusalém: efeminados

2 - O substantivo nominativo, masculino, plural αρσενοκοιται (arsenokoitai)

Observe as definições para o termo:

“Homossexual masculino.” (BROWN e COENEN, Dicionário Internacional de Teologia do N.T, Vida Nova, p. 971)

“Um homem que tem ralações sexuais com outro homem, homossexual.” (RIENECKER e ROGERS, Chave línguística do N.T. grego, Vida Nova, 1995)

"Alguém que se deita com um macho, sodomita (1 Co 6.9; 1 Tm 1.10)." (MOULTON, Léxico Grego Analítico, Cultura Cristã, 2007, p. 59)

"Homossexual, sodomita: 1 Co 6,9." (RUSCONI, Dicionário do Grego do Novo Testamento, Paulus, 2003, p. 78)

"Homossexual, sodomita, pederasta (1 Co 6.9; 1 Tm 1.10)." (GINGRICH; DANKER, Léxico do N.T. Grego/Português, Vida Nova, 1984, p. 35)

As principais versões da Bíblia em português traduziram o termo conforme abaixo:

- Almeida Revista e Corrigida: sodomitas
- Almeida Revista e Atualizada: sodomitas
- Nova Versão Internacional: homossexuais ativos
- Nova Tradução na Linguagem de Hoje: homossexuais
- Bíblia de Jerusalém: sodomitas

3- O verbo indicativo, imperfeito, acusativo ητε (ête)

O verbo grego ête foi traduzido por “fostes” (ARA), “têm sido” (ARC), “eram” (NTLH), “foram” (NVI) e “fostes” (Bíblia de Jerusalém).

O imperfeito expressa uma ação prolongada ou recorrente no tempo passado (MOULTON, 2007, xlix).

O verso 11 deixa claro, que se espera uma nova postura e conduta por parte daqueles que viveram na prática homossexual, uma vez que mediante a fé foram lavados, santificados e justificados em o nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito do nosso Deus:

“Tais fostes alguns de vós; mas vós vos lavastes, mas fostes santificados, mas fostes justificados em o nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito do nosso Deus.”

Tentar afirmar que o texto de 1 C0 6.9-11 aprova a prática homossexual entre os cristãos é uma agressão ao bom senso, ao texto original grego e às regras de interpretação da Bíblia.

Sendo assim, os teólogos que tentam encontrar na exegese e na hermenêutica bíblica os fundamentos para defender tal idéia, precisariam:

- Forçar a interpretação do texto (eisegese);
- Negar a autoridade da Bíblia;
- Duvidar da inerrância da Bíblia;
- Acusar os escritores bíblicos de “machistas” ou “tradicionalistas”;
- Desconstruir hermenêuticamente o texto sagrado.
- Desacreditar os sérios e altamente capacitados exegetas e hermenêutas da atualidade;
- Relativizar a inspiração da Bíblia.


No amor de Cristo e pela defesa da fé que uma vez nos foi dada,

Altair Germano

FONTE: Blog do Pr. Altair Germano


Para facilitar aos leitores em uma possível dúvida quanto ao texto original, irei rproduzir uma resposta dada pelo Pr. Altair, autor do texto, a uma pergunta de um leitor em seu blog.

A pergunta feita por Delio Visterine é:

"Gostaria de saber se há a possibilidade de mostrar como a palavra μαλακοι que, em todas as pesquisas que fiz, (significa mole, macio, suave e portanto sem nenhuma referencia direta a questão homossexual, desculpa mas não encontrei), de que forma ela derivou ou está ligada a questão homossexual ou efeminado. O que por exemplo Paulo teria em mente dentro do contexto social em que escreveu o texto bíblico.

A resposta dada por Altair Germano:

O termo grego "malakoi", no sentido "conotativo" utilizado em 1 Co 6.9, até onde pesquisei, não se faz presente na literatura grega da época. Tudo sinaliza para um neologismo paulino. Diante disto, partimos para as seguintes observações:

- Dentro do contexto textual de 1 Co 6.9, onde uma lista de pecados está sendo exposta, não teria sentido algum malokoi ser traduzido e entendido literalmente. Como bem coloca Osborne em "A Espiral Hermenêutica", p. 102, "Sem um contexto numa extrutura gramatical, a palavra fica sem siginificado" e ainda "ninguém, ao escrever dentro de um determinado constexto, tem em mente vários ou todos os siginificados possíveis de um termo" (p. 104). O termo precisa significar alguma ação reprovável, ao ponto de privar os seus praticantes do Reino de Deus. Ter gestos "suaves" ou ser "delicado" ou "gentil" não seria o caso. Daí o sentido conotativo de homossexual ou efeminado;

- Uma análise exegética e hermenêutica em toda a Bíblia deixa claro que a prática homossexual não é aprovada, e sempre esteve associada ao cultos idolátra, religiões pagãs e aos desvios de condutas nas sociedades antigas. Era assim na Corínto dos dias de Paulo;

Dessa forma, a maneira como o termo "malakoi" foi traduzido nas principais versões da Bíblia e como é conceituado nos dicionários e léxicos, corresponde ao posicionamento bíblico geral sobre o assunto.

Nenhum comentário: